A Nona Vida de Louis Drax

0

O delfonauta sabe quantas vidas tem um gato? Provavelmente você, por ser brasileiro, diria sete. No entanto, tem um chefe no antigo Earthworm Jim, que é um gato, e precisa ser morto nove vezes. Quando eu jogava no Mega Drive, não entendia como os desenvolvedores podiam ter perdido uma chance de fazer um chefe gato ter sete vidas.

Pois só muitos anos depois fui descobrir que os gatos estadunidenses têm duas 1ups extras. Pois é, eles têm nove vidas. É daí que veio a inspiração para o título deste filme ou para aquele CD do Aerosmith.

Louis Drax é um moleque propenso a acidentes. Todo ano, sua vida é ameaçada por alguma coisa bizarra que acontece, mas ele sempre escapa. Agora vivendo seu nono ano, ele cai de um penhasco e entra em coma. Será que sua nona vida será a última?

As coisas são suspeitas, pois o seu pai (Aaron Paul, o Jesse de Breaking Bad), sumiu no mesmo dia. Felizmente, para a inconsolável mamãe (Sarah Gadon, linda de matar), o médico que assumiu o caso não só é deveras atencioso, como é também a cara do Christian Grey. Partidão!

A Nona Vida de Louis Drax é um filme estranho. Pela sinopse, você pode imaginar que se trata de um thriller, mas ele só ganha contornos do gênero lá no seu terceiro ato. Pela abertura, com desenhos feitos à mão e narração infantil, você não estaria errado em chutar que seria um filminho fofo. E ele até poderia ser, se o Louis Drax não fosse um molequinho extremamente pentelho e antipático.

A narrativa segue dois tempos, um no presente, após o acidente, e o outro mostrando as últimas semanas do moleque antes do dia fatídico. Vemos especialmente como era sua relação com seus progenitores e conversas com seu psicólogo, onde ele conta sua assustadora teoria do “direito de descarte”.

No presente, o protagonista é o médico, que visa entender o que aconteceu, mostrando um nível de comprometimento que nenhum profissional da saúde realmente tem com seus pacientes. Ah, e ele também começa a se apaixonar pela mãe, mas isso é completamente compreensível. Você viu a boca dessa moça?

Tudo indicava se tratar de um filme nada, mas acabou ganhando pontos por seu terceiro ato, quando realmente mostra a que veio. Isso o torna um tanto acima da média. Um tanto, mas não muito. Típico programa para ver na TV.