Star Wars: The Clone Wars

0

Ainda dá tempo de você participar da promoção, assistir na faixa e ganhar uma camiseta!

Quando saí de casa para me dirigir ao longínquo Kinoplex, sou obrigado a admitir que não estava lá muito empolgado. Afinal de contas, já tive algumas decepções em relação à marca Clone Wars e, para mim, isso era só mais um caça-níquel no mesmo nível do outro.

Porém, alguns minutos depois da projeção se iniciar, eu já estava com meus olhinhos fanboys brilhando. Não se engane, desenho ou não, o que temos aqui é Star Wars. E a sensação de assistir a isto aqui foi mais ou menos como se fosse um Episódio II,V (será que os romanos usavam frações? Isso é 2,5, caso alguém não tenha entendido :P).

Na historinha aqui presente, acompanhamos Anakin no momento em que ele recebe sua primeira Padawan. Para justificar a porradaria, o filho do Jabba The Pizza Hutt foi raptado. Como a massa amorfa domina as rotas da Orla Exterior, essenciais para a vitória nas Clone Wars, os jedis decidem ajudar o sujeito. E está armada a confusão.

Todas as fórmulas dos filmes anteriores aparecem por aqui como, por exemplo, o fato de a primeira enrascada dos heróis não ter nada a ver com a história principal. Só que o mais legal é que nenhum dos tradicionais problemas dá as caras. Lembra de como as coisas pareciam acontecer do nada (o Anakin ganhando o título de Darth Vader, por exemplo) ou como algumas lutas importantes eram curtas (Obi-Wan vs. Grievous é a primeira que me vem à mente, mas tem também a morte do Dooku). Então, nada disso acontece aqui. Inclusive, por causa disso, achei que nem tivesse sido o George Lucas quem escreveu o roteiro. Mas foi. Ou seja, o cara está melhorando. Quem diria?

Isso, ou mesmo a presença do Selo, é claro, não significam que o longa é isento de problemas. Mas em comparação com os anteriores, são poucos. Em especial, senti falta da presença de personagens como o General Grievous, que foi muito mal aproveitado no Episódio III e que esperava que tivesse maior destaque aqui. O design dos personagens também não me agradou muito, mas é bem superior ao do desenho anterior.

Por outro lado, o fato de esta ser uma animação em CG e os filmes terem todos os cenários gerados dessa forma, deixa o visual incrivelmente autêntico, contribuindo para a idéia de que isto realmente é Star Wars, não apenas um derivado genérico.

Além disso, alguns atores da nova trilogia repetem seus papéis. São eles o nerdão Samuel L. Jackson (Mace Windu), o true Anthony Daniels (C-3PO), o Christopher Lee (Conde Dooku) e Matthew Wood (o Grievous do Episódio III, que aqui faz as vozes dos dróides). Além disso, mesmo os que não são os mesmos atores fazem um bom trabalho e soam bem parecidos com os originais. Agora, cá entre nós, será que não era mais barato contratar o Hayden Cristensen do que o Christopher ou o Samuel? E, considerando que o personagem do cara é mais importante, isso me parece mais negócio.

Também merece destaque a relação entre o Anakin e sua Padawan. Ela é arrogante e imprudente, exatamente como ele, e isso gera algumas ótimas piadas. Embora seja diferente, me lembrou a relação entre o Exterminador e John Connor no fenomenal Exterminador do Futuro 2.

Enfim, o que interessa é que Star Wars: The Clone Wars me surpreendeu muito e é bem provável que dê as caras no meu Top 5: Melhores Filmes de 2008. Claro que até o final do ano muita coisa pode mudar, mas isso não muda o fato de que este longa sem dúvida vale o seu ingresso. E sacrifiquemos nossos bodes para que os desenhos de TV que vão sair daí sejam igualmente bons.

Curiosidades:

– Neste longa, Anakin já é um Mestre Jedi, o que significa que sua história acontece depois da segunda temporada de Guerras Clônicas. Porém, a temporada em questão termina exatamente quando o terceiro filme começa. Será possível que este filme aconteça DURANTE esta segunda temporada ou será que tem uma falha de planejamento aí? O.o

Confira aqui uma longa e divertida entrevista exclusiva com Anthony Daniels, o C-3PO e clique no “leia mais sobre Star Wars” aí embaixo para 42 trilhões (fala sério, você já ouviu um número maior que esse?) de matérias relacionadas ao universo de George Lucas.

Galeria

REVER GERAL
Nota
Artigo anteriorEA planeja fazer filme de Spore
Próximo artigoVeja capa e tracklist do novo disco do Queen
Editor-chefe e editor de games. Fundou o DELFOS em 2004 e habita mais frequentemente as seções de cinema, games e música. Trabalha com a palavra escrita e com fotografia. Já teve seus artigos publicados em veículos como o Kotaku Brasil e a Mundo Estranho Games. Formado em jornalismo (PUC-SP) e publicidade (ESPM).