Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água

0

Das séries animadas da televisão, Bob Esponja foi a última que eu gostei e assistia com alguma regularidade. Isso porque ela tinha um humor nonsense e completamente surreal que lembrava muito coisas como os desenhos dos Looney Tunes e outras coisas das antigas. E também por usar muito bem elementos em live action, ao melhor estilo dos saudosos Muppet Babies.

Agora a esponja que vive num abacaxi no fundo do mar ganha seu segundo longa-metragem para cinema, longos onze anos após a primeira película. Mas até que a espera valeu a pena, pois Um Herói Fora d’Água mantém a boa qualidade das aventuras do sr. Calça Quadrada.

Desta vez a cobiçada fórmula secreta do hambúrguer de siri some misteriosamente e cabe a Bob Esponja e a seus amigos recuperarem a dita cuja para restaurar a ordem na Fenda do Biquíni, que vira um caos digno de Mad Max quando seus habitantes não podem mais desfrutar do saboroso lanche.

E para isso terão de enfrentar o pirata de carne e osso interpretado pelo Antonio Banderas, que tem em sua posse um livro mágico e um plano totalmente hipster para ganhar uma grana. Eu já falei como o humor desse negócio é completamente nonsense? Pois é, verdadeiro prato cheio para quem gosta desse tipo de comédia.

O negócio é tão viajandão e exagerado que eu fiquei imaginando como esse roteiro deve ter sido escrito. E não me surpreenderia nem um pouco se doses cavalares de ácido estivessem envolvidas no processo, de tão lisérgicas que são algumas das situações, como as viagens no tempo de Bob Esponja e Plâncton ou quando Plâncton entra no cérebro de Bob Esponja e se horroriza com o que encontra lá dentro, só para ficar em dois dos melhores exemplos.

Assim como aconteceu no primeiro filme, todo o terceiro ato deste aqui também se passa em live action no mundo da superfície, que é quando a tradicional animação em 2D é substituída pelos personagens animados em design tridimensional, e todos eles ficaram muito bacanas, inclusive quando eles assumem suas formas super-heróicas.

No entanto, só essa parte realmente justifica o 3D do cinema e toda a grande parte em animação estilo 2D pode ser praticamente vista sem os óculos, pois quase não há qualquer efeito de profundidade ou coisas indo na sua direção. É uma pena, no entanto, que essa mistura de live action com animação 3D não seja usada tanto quanto as peças promocionais, principalmente o trailer, faziam acreditar.

E se o primeiro longa teve a participação especial do tremendão David Hasselhoff, este aqui coloca logo o Antonio Banderas durante toda a projeção e o pirata dele é hilário. Ele claramente parece ter se divertido horrores filmando isso. Só é pena que a cópia exibida na cabine foi dublada, porque deve ser ainda mais engraçado poder vê-lo atuar com aquele sotaque maneiro dele. No entanto, quem está acostumado com a dublagem da série animada em português não tem do que reclamar, pois são as mesmas vozes usadas no longa também.

No mais, fãs do desenho sabem exatamente o que vão encontrar aqui e certamente não se decepcionarão. E por ser uma história fechada, também é capaz de agradar quem nunca assistiu a nenhum episódio. Se você gosta de animações sem sentido e abusando de um estilo de humor totalmente nerd, Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água é uma excelente pedida. Risadas garantidas tornam este um programa mais que recomendado tanto para os pequenos quanto para os marmanjos.

CURIOSIDADE:

– Quem assistiu ao trailer lembra que o Slash fazia uma participação tocando guitarra numa cena. No entanto, ele não dá as caras no filme. Teria sua participação ficado no chão da sala de edição ou foi só uma brincadeira exclusiva do trailer mesmo? Mistério.