Como Ser Solteira

0

Como Ser Solteira? Ora pois, delfonauta. Essa pergunta não faz sentido. Toda mulher nasce solteira, então é algo intrínseco à vida. A verdadeira pergunta deveria ser “como ser e se manter comprometida?”, este sim um dos grandes mistérios da vida humana, e que todos tentamos decifrar diariamente.

Pois Como Ser Solteira, o filme, é estrelado por quatro moças garbosas. Uma delas está doida para casar (Hum… Alison Brie com queijo brie…). Outra acaba de dar um tempo no relacionamento (Hum… fazer miséria com a Dakota Johnson em Dakota…). A terceira é uma bem sucedida médica que sempre colocou a carreira na frente dos relacionamentos (Hum… Leslie Mann com homens… ahn? Peraí!). Por fim, a última é uma solteirinha safada que sai por aí colecionando piupius (Rebel Wilson).

Cada uma tem a sua história, algumas com mais importância (Dakota), outras com menos (Alison), e obviamente todas envolvem relacionamentos amorosos. A única que não passa por um arco propriamente dito é a gordinha Rebel Wilson, que está no filme como algo entre um guru espiritual e um alívio cômico.

O filme tem uma pegada meio Sex And The City, embora não seja tão repelente a homens. O que temos aqui é sem dúvida, um chick flick, mas se você, caro leitor do sexo masculino, for levado pela patroa (espero que também uma leitora) para assistir, não vai sair da sala querendo gritar na cara do funcionário do cinema que abre a porta.

Quem diria? É capaz até de dar algumas risadinhas das cenas mais absurdas. Pois é, temos aqui uma comédia romântica que realmente merece ser chamada de comédia.

Se você é homem, provavelmente não vai ter lá muito desejo de ver isso aqui. No entanto, capaz de a patroa estar cansada de ver filmes de super-heróis e resolva te levar para curtir algo mais sensível na tela grande. Se for o caso, pode ir sem medo. E o lado bom é que, de acordo com o câmbio de cinema em relacionamento, cada comédia romântica que o cara aceita assistir com a mina, dá direito a levar ela para sete filmes de super-heróis ou três longas de terror gore. É um bom negócio, diz aí!