Este filme se chama O Gênio e o Louco, e tem Sean PennMel Gibson como protagonistas. E a coisa que não consegue sair da minha cabeça é como diabos não colocaram o seu Honey Filho do Gibão para ser o louco. Este é o Chewbacca e isto não faz sentido.

MEU MAMILO DÓI QUANDO EU APERTO ELE

Amigo delfonauta, você já pensou no trabalho que dá fazer um dicionário? Eu nunca tinha pensado, e é justamente disso que se trata O Gênio e o LoucoMel Gibson é o gênio, contratado pela editora Oxford para fazer o dicionário definitivo da língua inglesa. A ideia é compilar todas as palavras que já fizeram parte do idioma em algum momento da história e, além da definição, colocar sua etimologia e as mudanças de signifcados ao longo do tempo. Poderia ser um dos trabalhos de Hércules, mas é do seu Mel.

Crítica O Gênio e o Louco, O Gênio e o Louco, Imagem Filmes, Mel Gibson, Sean Penn, Delfos
O Gênio e o Louco, mas qual é qual?

Para realizar este trabalho hercúleo, ele conta com voluntários espalhados por todo o império inglês. Felizmente, ele terá a ajuda do Sean Penn, um médico que cometeu um assassinato e está pagando pena e sofrendo tratamento em um manicômio judiciário.

Crítica O Gênio e o Louco, O Gênio e o Louco, Imagem Filmes, Mel Gibson, Sean Penn, DelfosInicialmente apenas pen pals unidos por motivos laboriais, eles logo desenvolvem uma amizade totalmente focada em seus intelectos consideráveis. O filme se divide entre as vicissitudes do louco no manicômio e as dificuldades em fazer o dicionário do gênio, com alguns raros encontros entre eles.

O GÊNIO E O LOUCO

Verdade, esta história definitivamente não é para todo mundo. Poucas são as pessoas que já pensaram no processo de se criar um dicionário. E mesmo eu, que tenho um apreço considerável pela palavra escrita e por história, achei partes do longa um tanto arrastadas.

Ainda assim, eu me interessei pelo quest absurdo dos personagens em busca de todas as palavras já gravadas na língua inglesa. Bem menos, por outro lado, pelo romance do louco com a esposa do homem que ele matou. Em outras palavras, poderia ser bem mais curto.

Por outro lado, fãs dos atores vão se deliciar, pois ambos entregam performances fortes e totalmente comprometidas, ainda que a narrativa não seja das mais interessantes.

O Gênio e o Louco é um filme nada, tecnicamente competente, mas que já começa a se esvair da minha memória menos de uma hora depois do fim da projeção.