Vizinhos 2

0

Nem tanto tempo atrás, eu manifestei por aqui minha surpresa ao filme Invasão à Casa Branca ter ganhado uma continuação. Pois sabe o que me surpreende mais ainda? Vizinhos 2. Pois é. Vizinhos. Dois.

Uma comediazinha genérica da qual quase ninguém fala (talvez algumas fãs fervorosas de Zac Effron) ganharia uma continuação. Agora quem se muda para a casa vizinha do casal interpretado por Seth Rogen e Rose Byrne é a Hit Girl, e ela traz consigo uma república feminina cujo único objetivo é fazer festas focadas em moças. E quem diria, festas femininas são ainda piores do que as masculinas.

Para deixar tudo ainda mais complicado para nossos heróis, eles acabaram de vender a casa, que está sob um período de avaliação. Se os compradores descobrirem a existência das meninas vão cancelar a compra. Afinal, quem quer morar ao lado de um monte de moças que ficam de biquíni no quintal?

Assim como o segundo Se Beber, Não Case, Vizinhos 2 é praticamente um remake do primeiro, mas agora sem peitinhos, a não ser que os peitinhos que você queira ver sejam os do Zac Efron. Esses sim, aparecem em abundância, inclusive em uma cena de strip-tease que vai deixar a mulherada alvoriçada.

Como dita a regra das continuações hollywoodianas, a coisa está maior na escala, mas ainda temos basicamente um filme de conflitos, que extrai daí todo seu humor. E como o delfonauta sabe, humor de conflitos não é muito meu saco de gargalhadas. Ainda assim, admito que dei uns sorrisos, e em nenhum momento o filme se tornou chato.

Definitivamente não é algo que eu vá me lembrar com carinho. Duvido até que eu sequer lembre detalhes da história daqui a algumas semanas. No entanto, se você assistiu ao primeiro, gostou e quer mais, Vizinhos 2 é uma pedida certeira.

LEIA TAMBÉM:

Vizinhos: E se o Zac Effron se mudasse para a casa ao lado?

REVER GERAL
Nota
Artigo anteriorX-Men: Apocalipse
Próximo artigoPais & Filhas
Editor-chefe e editor de games. Fundou o DELFOS em 2004 e habita mais frequentemente as seções de cinema, games e música. Trabalha com a palavra escrita e com fotografia. Já teve seus artigos publicados em veículos como o Kotaku Brasil e a Mundo Estranho Games. Formado em jornalismo (PUC-SP) e publicidade (ESPM).