Mama

0

Mama é o novo filme de terror produzido por Guillermo Del Toro, que também pôs seu nome nesse e nesse aqui. O sujeito claramente curte o gênero, senão não daria tanta força assim para essas produções, embora os resultados variem em qualidade.

Essa aqui é mais uma história de assombração envolvendo crianças. As meninas Victoria e Lilly passam cinco anos (embora elas não pareçam ter envelhecido um só dia!) abandonadas numa cabana no mato tendo como companhia apenas o espírito conhecido como Mama.

Depois que elas são encontradas e colocadas sob a guarda de seu tio Jaime Lannister e da namorada (a ruiva Jessica Chastain, aqui morena num visual roqueira emo/gótica que combina com milk shake de framboesa) era de se pensar que tudo ficaria bem. Mas claro, isso é um filme de terror (ao menos em teoria), então é óbvio que a tal da Mama, muito da intrometida, vai junto com as crianças.

Se você já viu ao menos um filme desse subgênero “crianças + fantasmas”, já sabe muito bem o que encontrar aqui. Principalmente porque não há o mínimo pingo de originalidade. Todas as situações são recicladas, os personagens e suas atitudes são padrão desse tipo de produção e todos os clichês do gênero se fazem presentes aqui, incluindo, e abusando muito, do famigerado pico na trilha sonora para assustar o espectador quando nada está acontecendo.

O negócio é tão igual a outras centenas de filmes (só muda o nome e os atores), que em dado momento pensei estar assistindo uma reprise qualquer e quase peguei no sono. Ah, sim, o visual do fantasma também é bem tosco, principalmente seu rosto, que chega a ser cômico, e não assustador como deveria.

E, cara, como eu odeio crianças em filmes de terror. Elas se tornam muito mais irritantes do que em qualquer outro gênero e, como o Corrales costuma dizer coberto de razão, você sabe que dificilmente algo de ruim vai acontecer a elas, quer elas mereçam ou não.

Verdade seja dita, até que este acaba com um pouco de bolas (digamos, meia bola) que tanta falta faz ao gênero, o que garante o Alfredo solitário da nota, mas foi muito pouco e tarde demais para levantar uma produção completamente esquecível.

Se você gosta de histórias de fantasmas assombrando crianças e não se importa que elas sejam todas iguais, vai fundo. Mama é para você. Mas se está cansado de ver sempre a mesma coisa, melhor economizar seu rico dinheirinho para um filme melhor.