Sabe aquele tipo de filme que você acha que já viu de monte, mas não consegue encontrar um exemplo para citar? É o que ocorre comigo e Meu Ex é um Espião. Trata-se de uma comédia de ação envolvendo pessoas normais enroladas numa complicada e perigosa teia de espionagem.

Com certeza existe todo um subgênero de filmes do tipo, eu sei que já devo ter visto um monte. Só que não consigo lembrar de nenhum exemplo. O único que me vem à cabeça é aquele do Tom Cruise com a Cameron Diaz, só que há um pequeno detalhe aí: tenho certeza que nunca vi esse filme. Bizarro que eu só consiga me lembrar de um que justamente não assisti, não?

Enfim, Audrey (Mila Kunis) e Morgan (Kate McKinnon) são melhores amigas. Audrey está na fossa, porque seu namorado a chutou por mensagem de texto. Só que o cara acaba reentrando em sua vida com a revelação de que ele é um agente secreto e deixou com ela um mcguffin que vai colocar a ela e à amiga em explosivas confusões.

Delfos, Meu Ex é um Espião, CartazDaí elas terão de embarcar numa aventura internacional, perseguidas por assassinos profissionais e agências de espionagem, sem poder confiar em ninguém a não ser uma na outra, até conseguir entregar o objeto tão desejado para as forças do bem.

Absolutamente nenhuma novidade aqui. Todo o desenrolar da história, incluindo suas reviravoltas, são facilmente adivinháveis. Ele faz apenas o que tantas outras produções similares já fizeram. Mas até que o faz com certa competência. Se eu não vou lembrar disso no dia seguinte, ao menos fiquei razoavelmente entretido enquanto assistia.

MEU EX É UM ESPIÃO

As cenas de ação são legaizinhas, grande parte das piadas funciona e Kate McKinnon praticamente carrega a produção nas costas. Ela é aquele tipo de comediante tão boa que consegue salvar falas e piadas ruins só usando uma determinada entonação ou expressão facial.

De fato, ela consegue elevar uma produção que, sem sua presença, seria algo bem regular, a um filme legalzinho. E lembro que também a elogiei em Caça-Fantasmas, então acho que tenho uma nova crush

Delfos, Meu Ex é um Espião

Enfim, Meu Ex é um Espião é bobinho e passageiro, mas tem lá sua graça. Poderia ser um pouco mais curto, mas ainda funciona razoavelmente como diversão ligeira. Se você gosta desse tipo de produção e trama e ainda não enjoou, pode querer dar uma conferida. Não necessariamente no cinema, mas ainda pode tirar umas risadas numa tarde qualquer.