Clique aqui e veja todos os títulos com o nosso selo.
Clique aqui e veja todos os títulos com o nosso selo.

Depois de ter sua existência e data de lançamento vazada, e ter saído como um exclusivo temporário de PS4, finalmente este que é um dos Call of Duty mais clássicos chega às demais plataformas. E com isso é hora da nossa análise Call of Duty Modern Warfare 2 Remastered.

ANÁLISE CALL OF DUTY MODERN WARFARE 2 REMASTERED

Call of Duty: Modern Warfare 2 ficou famoso por muitos motivos. Ele tem uma excelente campanha cinematográfica cheia de adrenalina. É deste jogo aquela que é provavelmente a fase mais famosa da série, a No Russian. Finalmente, temos duas fases aqui que se passam em favelas cariocas, completas com os inimigos falando em português e anúncios da Mostra de Cinema de São Paulo.

Antes de mais nada, ele é simplesmente um excelente jogo de tiro em primeira pessoa. Call of Duty em seu ápice? Talvez. Mas eu iria mais longe: este é um dos ápices dos jogos de tiro como um todo.

Análise Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered, Call of Duty, Modern Warfare, Delfos
Pois é, tem mesmo anúncios da Mostra!

Porém, esta não é uma resenha simplesmente do jogo, mas de sua remasterização. E, meu amigo, que excelente trabalho a Beenox fez aqui. Em geral, remasterizações se limitam a aumentar as resoluções e framerates, fazendo com que mesmo jogos que eram lindos em seu lançamento se demonstrem datados.

MAIS DO QUE UM REMASTER, MENOS DO QUE UM REMAKE

Este não é um remake, como a própria Activision fez com Crash e Spyro. Mas vai muito além de um simples remaster, como foi feito com o primeiro Modern Warfare. Parte dos gráficos foram recriados com muito capricho, trazendo ao jogo de 2009 um visual digno de um jogo da geração atual. É verdade que ele não chega a ser tão bonito quanto o Modern Warfare de 2019, mas é, por exemplo, mais bonito do que jogos atuais como Zombie Army 4 (e este até tem gráficos legais, para você ter uma ideia).

Análise Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered, Call of Duty, Modern Warfare, Delfos
O trabalho nos personagens, em especial, merece destaque.

E ele vem completo, com HDR e todas essas firulas de um jogo de alto orçamento lançado em 2020. O único caso de um remaster tão caprichado quanto este que me lembro é o de Gears of War Ultimate Edition, que também não mostra sua idade em nenhum momento.

REMIXAGEM

Outra coisa que foi retrabalhada, e esta não foi para o bem, é a trilha sonora. Em especial, as vozes de ambiente, ou seja, coisas que inimigos gritam durante as batalhas, ficaram muito mais baixo do que outras vozes e sons. E infelizmente o jogo não permite ajustar volumes individuais nas opções, apenas o volume de forma geral.

Isso já seria decepcionante. Porém, fica mais ainda para nós, brasileiros. Afinal, temos duas fases aqui em que os inimigos falam em português. Lembro de, ao jogar no PS3, seus gritos serem totalmente perceptíveis. E alguns, como o famoso “ele foi atingido, he’s been shot” eram bilíngues para os gringos entenderem, mesmo não fazendo sentido nenhum que alguém na favela falasse isso. Aqui, em meio aos tiros, à música e aos seus próprios colegas falando, você quase não ouve os inimigos. Seria possível alguém jogar esta nova versão hoje e sequer saber que eles falam português.

Análise Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered, Call of Duty, Modern Warfare, Delfos
A fase da favela fez maior sucesso no Brasil em 2009.

É curioso o nível de cuidado e atenção que colocaram nos gráficos para modernizá-los, mas terem se descuidado na hora de remixar o som. E essa remixagem, por si só, nem era necessário, já que o som não envelhece tanto quanto os gráficos.

O REMASTER É EXCELENTE, MAS E O JOGO?

O jogo, meu amigo, é tão bom quanto sempre foi. Ou seja, é quase o jogo de ação perfeito. A campanha pode durar apenas seis horas, mas são seis horas intensas, sem nenhum segundo de tédio (nem telas de carregamento o jogo tem).

Call of Duty – e isso vale para todos eles – é o que eu costumo chamar de diversão adulta. Não por sua temática ou violência, mas simplesmente porque ele respeita muito o seu tempo. Os checkpoints são frequentes. Sua vida se recupera sozinha. Tem várias opções de dificuldade. E, principalmente, não há estatísticas e você só precisa usar os menus para sair do jogo ou reiniciar o checkpoint. O resto é 100% gameplay. E gameplay BOM, que é o mais importante.

Análise Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered, Call of Duty, Modern Warfare, Delfos

Nem com munição você precisa se preocupar. Durante toda minha campanha, apenas uma vez fiquei sem munição, e resolvi isso simplesmente pegando uma das várias armas que estavam no chão. Assim, a única coisa que você precisa fazer enquanto joga Call of Duty é, literalmente, jogar. E isso é tão lindo que eu não me conformo que existam tão poucos jogos assim hoje em dia, especialmente entre as superproduções.

É interessante também como a campanha é dividida em duas partes. A primeira envolve grandes batalhas contra inimigos praticamente infinitos, em cenários abertos e largos. A segunda são fases mais lineares e cinematográficas. E se o jogo já é excelente desde o início, nessa segunda parte ele realmente mostra a que veio e se torna espetacular.

MULTIPLAYER

Sei que algumas pessoas ficaram decepcionadas com este lançamento não incluir o multiplayer, que foi incluído no relançamento do primeiro Modern Warfare. E eu não sou exatamente o público do multiplayer, como você bem sabe. Eu gosto mesmo é de campanhas, então para mim ele sacia direitinho.

Porém, o público que curte um PVP no COD costuma migrar sempre para o lançamento mais recente. Justamente por isso, penso que não seria uma boa jogada da Activision investir no modo em um remaster com a possibilidade de ele rivalizar com o Modern Warfare de 2019. E imagino que, com a exceção de mapas, todo o resto que o multiplayer de Modern Warfare 2 apresentava de legal ainda deve estar no do ano passado. Já a campanha é algo que vive unicamente no título que a contém e, por isso, faz mais sentido ser preservada.

Análise Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered, Call of Duty, Modern Warfare, Delfos

Então termino falando: Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered leva o cobiçado Selo Delfiano Supremo tanto pelo jogo excelente que sempre foi quanto por ser um dos remasters mais caprichados de que se tem notícia. Se você está preocupado com o jogo ter envelhecido mal, não se preocupe. Não é nem o caso de ele ter envelhecido bem. Ele simplesmente não envelheceu. E, como tal, precisa ser jogado por qualquer pessoa que curta um jogo de ação de alto orçamento.