American Ultra: Armados e Alucinados

0

American Ultra, ao contrário do que o título dá a entender, não é um filme de super-heróis. Da mesma forma, ao contrário do que o Armados e Alucinados divulga, ele é muito menos cômico do que você pode imaginar.

Aqui conhecemos o casal de stoners composto por Mike e Phoebe (Jesse Eisenberg e Woody Harrelson Kristen Stewart) que estão levando a sua vida na deles, sem incomodar ninguém. O sujeito está até pensando em pedir a sujeita em casamento, veja só.

Porém, eles não contavam com a astúcia do Eric Forman que, sob a autoridade incumbida a ele pelo governo estadunidense, resolve mandar alguns agentes para acabar com a farra e matar o moleque. Só que, na hora do vamos ver, o personagem de Eisenberg ativa umas habilidades muito loucas e acaba dando muitas dores de cabeça para seu desafeto.

Obviamente, o motivo para a supostamente injustificável caçada, bem como a origem das habilidades de Mike é explicada no decorrer da projeção e não vale ser elaborada mais a fundo por aqui por motivos de spoiler.

O fato é que a história não chega a engrenar. Ela parece apenas uma desculpa para a pancadaria desenfreada, e os personagens carecem de carisma. As cenas de ação, no entanto, são bem legais.

Elas lembram um tanto os filmes antigos do Jackie Chan, com um protagonista que se utiliza muito bem de coisas espalhadas pelo cenário e são suficientemente estilosas para entreter e divertir enquanto duram. Em especial, a cena do tiro na panela – obviamente, feira em câmera lenta para maior impacto – foi a que mais me marcou.

No entanto, falta algo. American Ultra no papel parece seguir bem a cartilha de um descompromissado Testosterona Total, mas nunca atinge a grandeza dos clássicos do gênero.

A sensação é que seu coração estava no lugar certo, mas faltou a habilidade e a fanfarronice necessários para fazer um novo Mandando Bala. Com isso, acaba levando uma outra alcunha tão delfiana quanto Testosterona Total, mas muito menos cobiçada. Adivinha só qual é? O primeiro a fazer um comentário matando a resposta para a pergunta ganha um dos nossos cobiçados high fives telepáticos.