Início Tags 2.5D

Tag: 2.5D

Análise FIST Forged in Shadow Torch: metroidvania 2.5D impressionante

0
Quando eu vi as primeiras imagens e vídeos de F.I.S.T.: Forged in Shadow Torch, foi amor à primeira vista. Apesar de ser um jogo indie, ele...

Análise Ayo the Clown: palhacinho pula-pula

0
Se você já leu uma certa quantidade dos meus textos de games, sabe de duas coisas: eu adoro jogos de plataforma e coisas fofinhas....

Análise Stitchy in Tooki Trouble: formulaico e divertido

0
Os últimos meses andam muito bons para os fãs de jogos de plataforma. De blockbusters como Bowser's Fury e Balan Wonderworld, a indies como Pumpkin Jack, passando, claro, pelo brasileiro Kaze...

Double Dragon Neon de cabeça fria: batendo cabeça e batendo em...

0
O ano era 2012. Eu nunca vou esquecer da empolgação que foi jogar Double Dragon Neon pela primeira vez. Lembro até que, assim que rodei...

Análise Shing! – um twin-stick beat’em up

0
Um dos gêneros mais tradicionais dos videogames - e um dos meus preferidos desde a infância - é o beat'em up. Em um gênero tão...

Análise 3000th Duel: a frustração está de volta

1
Quando vi os primeiros vídeos de 3000th Duel, fiquei bem animado para jogá-lo. Como você sabe, eu tenho um respeito absurdo por desenvolvedores indies que arriscam...

Análise: Yooka-Laylee and the Impossible Lair é um joguinho delicioso

0
Na migração do conteúdo do DELFOS para o sistema atual, um dos artigos que ficaram no limbo foi minha análise para o primeiro Yooka-Laylee. Caso você...

Análise Jet Kave Adventure: Ugabuga voador!

1
Não é necessário reinventar a roda para fazer um bom game. Aprenda as lições dos clássicos do gênero, foque na diversão, evite frustração e...

Análise The Forbidden Arts: proibido é mais gostoso

0
The Forbidden Arts é um ambicioso jogo indie de plataforma em 2.5D com pitadas de exploração em 3D. Saiba mais na nossa análise The Forbidden...

Análise SolSeraph: o sucessor de Actraiser

0
Videogames criam através da iteração. Não apenas através de continuações, mas também por influência. Porém, há alguns clássicos que ficaram lá atrás, nos anos 80...

CRÍTICAS

DROPS