Ontem, surpreendentemente, a Ubisoft deu mais um passo para aproximar Assassin’s Creed Origins de RPGs focados em loot como DiabloDestiny. Se você rodar o jogo durante a próxima semana, receberá no seu quest log a missão “Provação de Anúbis”, que envolve investigar um glitch no Animus e recomenda que você esteja no nível 40, mais conhecido como nível máximo.

glitch fica próximo de Siwa, numa daquelas áreas desérticas sem muita coisa acontecendo. Ao se aproximar dele, no entanto, você será brindado com isso:

Assassin's Creed Origins, Provação de Anubis, Delfos
Alô, mamãe!

Pois é, Anúbis em pessoa vai atacar você. Por Hórus, o que fazer agora?

MATANDO O ANÚBIS

O Anúbis é um daqueles chefes enormes dos quais você não consegue chegar perto. Ele tem uma bola brilhante no peito, o que na linguagem universal dos videogames significa que é lá que você deve atacar.

Eu tentei atacar com todos os arcos e o que me pareceu mais apropriado foi o arco de caçador, que causa mais danos, ainda que cada tiro use cinco flechas. Com isso, não vai demorar para ficar sem munição, mas saquinhos brilhantes aparecem no cenário, e cada um deles que você pegar valem cinco flechas.

O esquema para vencer é não ficar atacando que nem um condenado. Fique ligado em faixas que aparecem no chão. O chefe tem basicamente dois ataques. Um deles muda a cor do chão e tira sua energia rapidamente se pisar lá. O outro manda um grupo de animais que simplesmente te atropela.

Para o primeiro, basta não pisar na área colorida. Para o segundo, pare de atacar e fique ligado. Desvie quando os bichos estiverem bem próximos de atropelar você.

Depois de tirar uma boa energia do chefe, ele vai chamar inimigos comuns. Se já está no nível 40, eles não serão páreo para você, mas é do seu interesse vencê-los rapidamente. Use o seu ult (R1+R2) ou simplesmente martele o botão com vontade. Se você estiver perto do local que eles aparecem e for bem rápido, dá para assassinar pelo menos um instantaneamente apertando o triângulo. O chefe vai conjurar jaulas de ossos que vão limitar sua mobilidade, mas dá para escapar atacando a parede duas vezes.

Depois de matar todo mundo, a bola do peito do grandão volta a brilhar, daí é só repetir os ataques com arco e flecha. Quando ele estiver quase morrendo, além dos soldados, vai conjurar também umas hienas, que dão um pouco mais de trabalho e não podem ser assassinadas com o triângulo. Use o ult quando tiver e martele os botões quando não tiver.

PRÊMIOS

Foi um chefe difícil e exigiu algumas tentativas, mas pelo meu trabalho eu ganhei uma espada amarela bem bacana.

Assassin's Creed Origins, Provação de Anubis, Delfos
Embora eu ainda goste mais da minha Mustapha’s Blade que carrega instantaneamente.

Imagino que essa espada seja aleatória, e você pode ganhar outra coisa, mas rola também uma parte do conjunto de equipamento de Anúbis. Segundo a descrição, se você coletar vários, vencendo várias provações dos deuses, desbloqueará um traje de Anúbis exclusivo. Pelo menos poderiam ter colocado algum desenho no item do inventário, que neste momento é apenas um quadrado azul.

Assassin's Creed Origins, Provação de Anubis, Delfos

A Provação de Anúbis estará ativa até terça que vem, então se você ainda não é nível 40, bora upar. Assassin’s Creed Origins está realmente muito diferente dos anteriores. Para saber mais sobre ele, leia nossa resenha completa ou mantenha-se delfonado para mais textos futuros.

Vire assinante do Delfos!

Temos planos a partir de R$1,00 mensal e você pode ganhar um monte de coisa legal. Mais importante, você ajuda a gente a tornar o DELFOS cada vez maior e melhor.


Clique aqui e acesso a nossa ágina no Padrim


Se você gosta do nosso conteúdo, também pode ajudar sem colocar a mão no bolso compartilhando este post nas suas redes sociais através dos botões abaixo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFortaleza Impossível: um delicioso Sessão da Tarde da literatura
Próximo artigoAssista ao quarto episódio de Entre Linhas
Carlos Eduardo Corrales
Editor-chefe e editor de games. Fundou o DELFOS em 2004 e habita mais frequentemente as seções de cinema, games e música. Trabalha com a palavra escrita e com fotografia. Já teve seus artigos publicados em veículos como o Kotaku Brasil e a Mundo Estranho Games. Formado em jornalismo (PUC-SP) e publicidade (ESPM).